Do Copernicus aos Negócios

A terceira sessão sobre o Programa Europeu para a Observação da Terra – Copernicus acontece dia 13 de Maio, com foco nas oportunidades de financiamento e negócio. A participação é gratuita, mas a inscrição obrigatória.

Esta imagem foi criada utilizando milhares de imagens recolhidas pelos satélites Copernicus Sentinel-1 entre 18 de Abril de 2020 e 17 de Abril de 2021 (em órbita descendente).
Representa um mosaico de parte da Europa e permite observar as alterações sazonais da vegetação durante o período de referência.

Registe-se Faça parte da rede portuguesa de utilizadores Copernicus

Os dados recolhidos pelos satélites Sentinel, do Programa Europeu para a Observação da Terra, Copernicus, são fundamentais para permitir que as tomadas de decisão sejam cada vez mais informadas, possibilitem melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e garantam a sustentabilidade do planeta. Além disso, os dados de Observação da Terra são também uma importante fonte para o desenvolvimento de aplicações e serviços de valor acrescentado e, por conseguinte, geradores de oportunidades de negócios.

Depois de ter apresentado os serviços disponibilizados pelo Programa Copernicus, e exemplos de aplicações desenvolvidas a partir deste, a Agência Espacial Portuguesa organiza uma sessão sobre as oportunidades de negócio criadas pelo Programa Europeu de Observação da Terra (Consulte o Programa). A participação é gratuita, mas a inscrição obrigatória.

Esta terceira sessão informativa sobre o Programa Copernicus realiza-se  a 13 de Maio, às 9 horas, o ciclo de sessões dedicadas à divulgação do programa  Copernicus  à comunidade nacional, no âmbito de uma ação do Acordo-Quadro de Parceira para o Uso do Copernicus pelos Utilizadores dos Estados-Membros (FP-CUP)*.

A sessão dirige-se a todos os interessados no programa Copernicus, sejam eles provenientes da Administração Pública, academia, investigadores e empresas, incluindo todos os empreendedores com interesse em criar serviços e aplicações no sector da Observação da Terra.  São inúmeras as possibilidades: serviços de gestão de culturas agrícolas, deteção de movimentos do solo e monitorização de infraestruturas, gestão de serviços portuários, avaliação das capacidades de geração de energias renováveis, entre muitos outros exemplos.

Nesta sessão serão apresentadas as plataformas digitais existentes que permitem o acesso aos dados do Copernicus e o seu potencial para a criação de negócios de valor acrescentado, os mecanismos de financiamento disponíveis (regionais, nacionais e internacionais), e também serão dados a conhecer   exemplos de negócios de sucesso com base nos dados do programa Copernicus.

[*O FP-CUP é uma iniciativa desenvolvida e financiada pela União Europeia que abrange atualmente 48 parceiros de 23 países europeus, incluindo a Agência Espacial Portuguesa, Direção-Geral do Território (DGT) e o AIR Centre – Centro Internacional de Investigação do Atlântico, e que incluirá ainda atividades de formação,  apoio ao desenvolvimento de aplicações downstreamem diferentes sectores, mas também apoio à promoção de PME e da promoção da inovação no segmento comercial de Observação da Terra.]   

Autor
Portugal Space
Data
27 de Abril, 2021